O yoga tem uma ciência irmã: a ayurveda (ciência da vida). A Ayurveda dá uma grande importância à alimentação, por ser esta a principal fonte da nossa saúde ou ausência dela. A digestão dos alimentos é a chave que abre a porta da saúde e mantém as funções orgânicas perfeitamente em equilíbrio. A digestão é o processo em que o nosso organismo assimila cada parte dos alimentos que ingerimos e os transforma para serem absorvidos ou eliminados.

O sistema digestivo actua com extrema precisão e sincronia com cada orgão e quando a digestão não ocorre correctamente, os resíduos formam toxinas que se acumulam no trato digestivo e se espalham para outros tecidos através do sangue. Estas toxinas odem afectar a mente, os pensamentos e as atitudes.

Os sintomas de fogo digestivo fraco incluem uma digestão lenta, obesidade, hipertensão, diabetes, excesso de muco, tosse, pele pegajosa, letargia. Há diversas estratégias que podemos usar para melhorar o fogo digestivo e promover a formação de enzimas neessárias à digestão. Um dos maiores segredos da Ayurveda ara uma digestão saudável está no uso de temperos e ervas, tais como o coentro, cominho, hortelã, canela, pimemnta do reino, cravo, açafrão, noz-moscada e cardamomo.

Além disso, as refeições devem ser feitas em local tranquilo, sem ruído. Não é aconselhável comer à frente de aparelhos ligados. As conversas devem ser moderadas para evitar a formação de gases. É importante só comermos quando sentirmos fome.

A ayurveda não proíbe alimentos, mas sim substâncias que não são naturais.

Para manter o agni (fogo digestivo) estável, devemos evitar:
• Beber muitos líquidos durante as refeições;
• Ingerir doces logo a seguir à refeição;
• Comer sempre os mesmos alimentos;
• Comer sempre em demasia;
• Ficar acordado até tarde;
• Alimentar-se de comidas congeladas ou sem sabor;
• Comer em horário irregulares;
• Resistir à fome;
• Discutir durante as refeições;
• Consumir alimentos com combinações incompatíveis.

No próximo artigo veremos este ponto da incompatibilidade entre alimentos.

Partilhe nas redes sociais:

Deixe uma resposta